Sobre acessibilidade

Conteúdo

Início >> Artigos
15/10/2019 - 15:15

Nesta terça (15), no Centro Regional de Governo do Oeste do Pará, acorreu uma reunião técnica que tratou sobre os empreendimentos da agricultura familiar visando ofertar produtos nos editais de merenda escolar nos municípios do Baixo Amazonas, cujo foco será, primeiramente, em três municípios, Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos. Na ocasião, estiveram presentes representes de órgãos como EMATER, SEMMA, SEMSA/DVS, SEMED, IPAM, MAPA, Centro Regional de Governo, entre outros.

 

Segundo a especialista rural da EMATER, Ângela Mocelim, é necessário discutir sobre os empreendimentos na agricultura familiar com intuito de esta ser fornecedora dos produtos necessários da alimentação escolar. Sendo assim, pretende-se regionalizar a merenda escolar, já que, atualmente, muitos produtos vêm de outras regiões do Brasil. Neste sentido, é necessário que os produtores cumpram algumas exigências legais para então adequar os produtos às normas preestabelecidas.

 

De acordo com Antônio Mocelim, auditor fiscal do Ministério da Agricultura, é preciso defender que haja uma integração entre os municípios através das secretarias de saúde, meio ambiente e agricultura para que se tenha uma oferta de produtos certificados e com qualidade para que assim estejam adequados a serem utilizados na merenda escolar.

 

Segundo Vanda Maia, é muito importante servir alimentos naturais e regionais na merenda escolar porque são atrativos e são preferência dos alunos. Além da oferta de uma variedade de alimentos naturais, a escola também é responsável pela parte pedagógica relacionada aos hábitos de alimentação saudáveis.

 

A coordenadora de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção do Centro Regional, Alda Luz, expôs que o colegiado de Comércio e Consumo Sustentável do Tapajós é constituído por vários órgãos governamentais e entidades e tem trabalhado de maneira consistente a inserção de produtos da agricultura familiar na alimentação escolar dos municípios da região Oeste. No final do mês de agosto, realizamos, no Centro Regional de governo, oficinas para elaboração de chamadas públicas para compras institucionais no âmbito do PNAE e PAA-CI.

 

 

galeria de imagens: